Ministério do Trabalho será extinto

A partir de 1º de janeiro, o Ministério do Trabalho não vai mais existir. A informação foi dada pelo ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, durante uma entrevista à Rádio Gaúcha nesta segunda-feira (3). De acordo com Onyx, apesar da extinção da pasta, as atuais atividades exercidas pelo Ministério vão ser distribuídas entre os ministérios da Justiça, da Economia e da Cidadania.

As políticas de emprego e as ações voltadas para o empregador e para empresários ficarão sob a responsabilidade de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, e de Osmar Terra, ministro da Cidadania.

Já as concessões de cartas sindicais e a fiscalização das condições de trabalho vão ficar a cargo da equipe de Sergio Moro, futuro ministro da Justiça.

Até agora, Bolsonaro já anunciou a composição de 20 ministérios. Nos próximos dias, o presidente eleito deve definir os nomes de quem irá comandar o ministério do Meio Ambiente e dos Direitos Humanos.

CRÉDITOS  a Reportagem, Cintia Moreira